MVV é perda de tempo? | Missão, Visão e Valores

Missão, visão e Valores. MVV. Júnior FEARP. Consultoria Empresarial. USP Ribeirão Preto

MVV (Missão, Visão e Valores) é perda de tempo?

Dentro do cotidiano das empresas é muito comum a existência de várias tarefas para serem realizadas. Sendo assim, gestores e colaboradores têm que constantemente priorizar algumas delas, já que o recurso “tempo” é escasso e limitado na realidade dinâmica dos negócios.

Em meio a isso, a principal dúvida é “o que devo realizar primeiro para alcançar mais resultados?” Na maioria das respostas a essa pergunta, aspectos básicos relacionados à estratégia da organização não aparecem. Entre esses fatores está um trio muito poderoso e importante para a construção da estratégia empresarial, o MVV (Missão, Visão, Valores).

Mas, afinal, o que ele é? MVV é perda de tempo ou é realmente importante construí-lo? Nós te contamos tudo isso logo abaixo.

O que é MVV?

Essa sigla se refere aos três pilares que sustentam um empreendimento:

  • A missão é a razão de sua existência, ou seja, descreve o propósito pelo qual ele foi criado; 
  • A visão é relacionada às intenções futuras, de modo que descreve o sonho da empresa para os próximos anos ou para um período posterior ao atual;
  • Os valores são os guias para todos que trabalham no negócio, pois se traduzem em princípios valorizados pela organização e que devem ser ilustrados em todas as ações e práticas. 

Quer saber mais sobre o que é MVV em si? Temos um artigo só sobre esse tema: Missão, visão e valores: o início de um bom planejamento estratégico;

Acredito que você já percebeu que esse trio forma a estrutura de qualquer negócio e já mostram que MVV não é perda de tempo. E, mais ainda, quando falamos em missão, dizemos sobre o que vai ser a essência do negócio, traduzir o valor que ele entrega para a sociedade, além de motivar seus colaboradores. Portanto, ela deve ser inspiradora!

O que é uma missão inspiradora?

Uma missão inspiradora é aquela capaz de gerar engajamento e movimento em prol de uma causa, um propósito. Esse movimento se relaciona tanto com o entusiasmo dos funcionários para exercerem suas funções quanto a disposição dos clientes de serem fiéis e promotores da marca.   

À vista disso, para uma missão ser inspiradora, ela deve ser não somente uma frase, mas uma construção clara, que mostre de maneira objetiva o valor da organização, curta, para que seja lembrada, e emocionante, para ser capaz de alcançar o lado emotivo das pessoas, além do racional.

Um exemplo de missão desse tipo é a da Disney: “Levar alegria para todas as pessoas do mundo”, pois descreve de forma simples e objetiva o real propósito da companhia.

Uma missão bem construída, de forma que apresente as características anteriores, pode trazer muitos benefícios para o negócio, alguns dele são:

  • Colaboradores mais motivados e produtivos, pois enxergam e compreendem o motivo pelo qual trabalham;
  • Clientes defensores da marca, pois se identificam com o propósito defendido por ela;
  • Melhor desempenho no mercado, visto que consegue atingir algo além da simples necessidade de um produto/serviço.

Da mesma forma que a missão, a visão é um componente essencial para toda empresa, pois fornece a ela uma direção do futuro. No entanto, como isso acontece? Te contamos no tópico abaixo.

O que é visão e como ela pode direcionar os negócios?

MVV é perda de tempo? Missão inspiradora. O que é visão de uma empresa. Exemplo de Visão de uma empresa. Pra que serve a visão de uma empresa. Missão, Visão e Valores de uma Empresa. Consultoria Empresarial USP Ribeirão Preto.
Visão.

Desde seu nascimento, as empresas precisam ter uma noção de sucesso, ou seja, algo que desejem alcançar. Pode ser uma posição de destaque no mercado em que atua ou até ser reconhecida por prestar algum serviço à sociedade. A definição dessa meta é feita no processo de construção da visão do negócio, que dirá, literalmente, onde ele quer chegar. 

Dessa forma, todos os esforços e ações realizadas pela organização serão orientados pela visão, pois devem contribuir para que ela seja alcançada. Quando mencionamos “esforços” estamos nos referindo ao planejamento estratégico da empresa, que compreende o processo de criar metas baseadas na visão e planos de ação para atingi-las.

A ausência de uma visão pode tornar a estratégia da empresa dispersa e confusa, uma vez que não terá um norte de qual direção seguir muito menos o objetivo final que pretende alcançar com o empreendimento. Por consequência disso, a empresa poderá desenvolver metas muito distintas, de forma que cada uma leve a um lugar, e na verdade, todas devem  guiar o negócio para o mesmo ponto.

Os valores, por sua vez, também são guias para as empresas. Entretanto, ao contrário da visão, guiam o presente, ou seja, a posição da empresa hoje. Sendo assim, estão diretamente relacionados com a percepção que as pessoas possuem do negócio.

Como a sociedade “enxerga” os valores das organizações?

O terceiro componente do MVV são os valores. Embora normalmente seja o último dos três a ser feito, eles fazem uma diferença enorme no cotidiano da empresa, bem como na sua posição dentro do mercado.

Com o passar do tempo, os consumidores se mostram cada vez mais antenados e preocupados com a reputação e as práticas das marcas que fazem parte de sua cesta de compras. Dessa forma, empresas que não comunicam e não mostram o seu valor agregado para a sociedade saem perdendo na corrida por clientes e espaço no mercado. 

Contudo, você pode se perguntar: como os valores se relacionam com a reputação do meu negócio?

É simples! Os valores da sua empresa demonstram como ela trabalha, ou seja, sob quais princípios estão baseadas suas ações e relações com clientes e fornecedores. Assim, as pessoas irão analisar se eles estão alinhados àquilo que elas acreditam e consideram ideal. Caso aconteça essa identificação e a organização demonstre no dia a dia a prática desses valores, há uma grande probabilidade dos clientes se manterem fiéis. Além disso, o negócio conseguirá construir uma imagem positiva e sólida perante a sociedade.

Voltamos a nossa pergunta inicial: Será que o MVV é perda de tempo?

Claramente não! Essa tríade é um componente básico para a estruturação inicial de qualquer negócio.  Assim, embora possa ser visto como uma perda de tempo ou até um conceito ultrapassado, ele é essencial e é preciso destinar um tempo para a construí-lo. Afinal, ele é a base de qualquer estratégia da organização.

Como Missão, Visão e Valores se traduzem em estratégia?

O MVV é um direcionador de todas as decisões de um negócio, pois ele diz os principais pontos que se deve ter em mente para decidir algo no meio corporativo: o porquê a empresa existe, onde ela quer chegar e quais regras e princípios seguirá para isso. 

Por exemplo, a definição de quais colaboradores a empresa deseja contratar, de como será avaliado o desempenho deles, a estruturação de metas de curto e longo prazo, o planejamento dos meios de motivação e engajamento das equipes são alguns dos fatores influenciados e baseados na missão, visão e nos valores.

Portanto, ao desenvolver o planejamento estratégico da sua empresa, o primeiro passo é construir o MVV, ele jamais será perda de tempo. 

Quer saber mais sobre o que é MVV? Temos um artigo só sobre esse tema: Missão, visão e valores: o início de um bom planejamento estratégico;

A Júnior FEA-RP pode te ajudar a fazer isso, realizamos a construção do planejamento estratégico desde o início, incluindo o MVV. 


Solicite um diagnóstico gratuito, nossos consultores estão a postos para te ajudar!

Consultoria empresarial em Ribeirão Preto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *